Em alusão ao Setembro Amarelo, que desde 2003 definiu 10/9 como o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, o Centro de Atenção Psicossocial (Adulto, Álcool e Drogas e Infanto-Juvenil), da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Osasco, realizou na sexta-feira, 10/9, um evento para lembrar a data e alertar para essa triste realidade, que atinge milhares de pessoas no mundo. No evento foram feitas apresentações artísticas e um sarau. 

Usuários e funcionários do CAPS fizeram uma caminhada, que partiu do Km 18, com cartazes confeccionados por eles e panfletos alertando sobre os sintomas que levam ao suicídio e onde procurar ajuda. O material foi distribuído para a população até o local onde ocorreriam as atividades, na Praça 8 de maio. As apresentações envolveram a comunidade e moradores que participaram também de atividades físicas. 

Por meio de esquete teatral, o CAPS (Álcool e Drogas) falou um pouco sobre o vício e como trabalhar as emoções e dar volta por cima. Já o CAPS adulto apresentou seu famoso coral, formado pelos usuários, o psicólogo João Roberto, que também é o maestro, e Carolina Lemos, terapeuta ocupacional e tecladista.  

João Roberto explica que dá total autonomia para seus usuários. "Eu ajudo eles a cantarem, mas o repertório fica por conta deles, para ajudá-los a ter motivação. Pelo jeito está dando certo, pois o coral já faz 10 anos".  

Para Silene Pinho, coordenadora do CAPS Adulto, o evento serviu para mostrar que as pessoas têm a opção de buscar ajuda. "Resolvemos nos juntar para realizar esse evento para fazer um alerta sobre o mês. O importante foi mostrar onde encontrar ajuda", explicou.  

C.P., usuário do CAPS Adulto, disse que o coral foi um resgate em sua vida e o fez descobrir o talento para o RAP, com letras próprias falando sobre injustiça contra as periferias e as mulheres.  

T.S.L., também usuário do CAPS Adulto, cantava em Igreja e em determinado momento entrou em depressão profunda. Ele conta que o coral o fez mudar suas ideias e dar um novo sentido à vida. Ele compôs a música "Qual o sentido da sua vida", que fala sobre as adversidades, mas que é preciso saber viver e lutar.  

 

Onde procurar ajuda 

CAPS Adulto 

Atendimento a pessoas com mais de 18 anos em sofrimento psíquico intenso.
Horário: das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira 

Endereço: Sport Club Corinthians Paulista, 191 – Km 18 

Contatos: 3682-7274/3681-9254 

E-mail: capsfeliciogaspar.ss@osasco.sp.gov.br 

CAPs Álcool e Drogas
Atendimento a pessoas com mais de 18 anos em sofrimento psíquico intenso em decorrência do uso abusivo de álcool e outras drogas
Horário: 7h às 19h, de segunda a sexta-feira
Endereço: Rua Anhanguera, 348 - Jardim Piratininga
Contatos: 3687-8549
E-mail: capsad3.ss@osasco.sp.gov.br 

CAPs Infantojuvenil
Atendimento a crianças e adolescentes até 18 anos incompletos em sofrimento psíquico intenso e ou em uso atual e abusivo de álcool e outras drogas
Horário: 7h às 19h, de segunda a sexta-feira
Endereço: Avenida João Batista, 1071 – Centro
Contatos: 3591-9939
E-mail: capsinfantil.ss@osasco.sp.gov.br.  

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO - www.osasco.sp.gov.br

Texto: Talita Castro

Foto: Fernanda Cazarini